Indústria Brasileira no Limiar do Século XXI: Evolução Estrutural, Comercial e Tecnológica

Por 22 de Maio de 2019discussao
No Brasil e no mundo, os diagnósticos de desindustrialização concentram-se na manufatura agregada, dessa forma, as políticas podem ser ineficazes se a desindustrialização tiver um componente específico ao setor.
A palestra tratará do estudo que quantificou e analisou a desindustrialização para os setores manufatureiros individualizados. Serão apresentadas séries inéditas de 1970 a 2016 da participação dos setores manufatureiros no PIB brasileiro, criadas a partir de dados oficiais do IBGE.
Verificou-se que os setores manufatureiros se desindustrializaram com intensidades e períodos distintos da manufatura agregada e uma abordagem setorial revela traços ignorados pela literatura quanto à qualidade da desindustrialização.
O estudo revela que a desindustrialização do Brasil é normal (e esperada) para os setores manufatureiros intensivos em trabalho, porém prematura (e indesejada) para os setores intensivos em conhecimento e tecnologia. Logo, ela traz consequências negativas para o desenvolvimento científico e tecnológico futuro do país.
Exposição:
Paulo Morceiro (Nereus-FEA USP)
Coordenação:
Mario Sergio Salerno (EP e OIC-IEA USP)
Quando: 10/05/2019 – 10:00 

Onde: Sala Alfredo Bosi, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo

10/05/19

Deixe seu comentário